Porque os cães comem erva?

O seu cão anda a comer erva? Se der conta do ser cão a fazer buracos no jardim ou a atacar os vasos de plantas para comer as ervas, não se assuste. Ele não se tornou vegetariano, nem nada do tipo. Ele está a comer erva, pois esta ajuda a limpar o seu intestino.

Mas, é preciso ficar atento, pois o seu bichinho pode contrair verminoses! O ideal é comprar sementes em pet shops, próprias para isso, e plantar em casa para seu cão ou gato poderem comer tranquilamente.

Como a erva pode ajudar meu cão?

O simples acto de comer erva pode facilitar a limpeza interna de duas formas. Como a erva é rica em fibras, acelera a actividade no intestino e o cão pode expelir com mais rapidez aquele alimento que não caiu muito bem. O vómito é uma outra forma de forçar a eliminação daquilo que não fez bem. Isso porque a erva irrita as paredes do estômago, gera a ânsia de vómito e acaba expulsando o alimento responsável por causar o mal-estar. Alguns dos desconfortos que podem levar o seu cão a comer erva: digestão lenta, gases, cólicas, fezes ressecadas e diarreia.

Meu cão só come erva quando está mal disposto?

Não. Existem muitos cães que comem erva simplesmente porque gostam, ou seja, o hábito nem sempre será indicador de algum problema gastrointestinal. Os cães, assim como seus ancestrais lobos, não são animais apenas carnívoros. A erva é rica em nutrientes e ajuda a complementar a alimentação dos nossos bichinhos.

Como saber se meu cão está a comer erva para aliviar mal-estar? 

Quando o motivo da ingestão é para aliviar algum tipo de dor ou náusea, o cão tende a comer mais erva do que o normal e também não se preocupa em ser muito selectivo com o tipo de erva que está a comer. Por outro lado, se a ingestão é simplesmente por vontade de comer vegetal, ele passa mais tempo a farejar o local e a escolher as ervinhas que quer comer.

Excesso de erva pode fazer mal ao meu cão? 

Nada em excesso faz bem, essa costuma ser uma regra de ouro e vale aqui também. É preciso ficar atento à quantidade de erva que seu cão está a ingerir. Em pequenas porções, a erva pode trazer benefícios para a saúde do cãozinho, mas em exagero pode provocar problemas digestivos e respiratórios.

A melhor forma de evitar a ingestão excessiva de erva é mantendo uma alimentação equilibrada. Além disso, é importante manter seu animal com uma rotina de actividades físicas para aliviar o stress. Brincadeiras em casa e passeios algumas vezes por dia são boas indicações para manter seu animal feliz.

Por fim, mas não menos importante: leve seu cão periodicamente ao veterinário para avaliar sua saúde. A ingestão de erva num ambiente não controlado (jardim, quintal, praça, etc) pode levar o animal a contrair uma verminose, conforme adiantamos no início do texto.

Fonte: https://caocidadao.com.br/